SANTA CATARINA

Lideranças do Estado buscam amenizar problemas gerados pelas chuvas

11 Janeiro 2018 00:00:00

Foram registradas ocorrências em 19 municípios da Grande Florianópolis e Litoral Norte

Foto: Fotos Divulgação

Na manhã desta quinta-feira, dia 11, o governador Raimundo Colombo participou de reunião com o secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, em Florianópolis, para tratar de ações para amenizar os problemas gerados pelas chuvas. Foram registradas ocorrências em 19 municípios da Grande Florianópolis e Litoral Norte. Diferentes equipes do Governo do Estado estão atuando nas áreas atingidas e o governador determinou prioridade ao trabalho de tapa-buracos nas estradas danificadas para garantir a retomada da normalidade o mais breve possível.

"Os desafios são grandes, choveu muito mais do que o normal nas últimas horas, mas a Defesa Civil está trabalhando constantemente, desde a primeira hora, em parceria com as equipes municipais. Estamos disponibilizando todos os meios para uma pronta resposta. Não tenho dúvidas de que o trabalho está sendo eficiente e vamos poder vencer mais este desafio e retomar a normalidade o mais rápido possível", afirmou Colombo.

O secretário Moratelli informou que a chuva deve começar a perder a intensidade principalmente a partir desta sexta-feira, mas diante de qualquer sinal de anomalia, a população deve entrar em contato com a Defesa Civil pela central 199. Também é fundamental ficar atento aos comunicados nos canais oficiais do Governo do Estado.


PROBLEMAS COM ENERGIA


Devido ao grande volume de chuvas em Santa Catarina, a rede elétrica de algumas regiões foi bastante atingida. No início da manhã desta quinta-feira, a região de Itajaí era a mais problemática, com aproximadamente 13 mil Unidades Consumidoras sem energia. Dois alimentadores, que atendem os municípios Barra Velha e Porto Belo, foram abertos, bem como dois religadores da rede de distribuição. Sete viaturas da Celesc estiveram envolvidas para resolver o problema. No final da manhã, o número de unidades sem energia caiu para 4,5 mil na região.

Florianópolis é o segundo local com maior número de unidades sem luz: cerca de duas mil. Na Capital, dois religadores da rede de distribuição foram atuados, um no Ribeirão da Ilha, outro na Lagoa. Além disso, um ramal no Itacorubi foi aberto por inundação, deixando 600 UCs desligadas a pedido dos bombeiros que acompanham a situação. No momento, nove equipes da Celesc trabalham para regularizar a situação o mais rápido possível. No pico do problema, às 19h40 da noite de quarta, dia 10, Florianópolis registrou 15 mil UCs sem luz.

Imagens



edicaoDigital.fw.png
colunista.fw.png
Reginaldo Santos

10 Julho 2017 16:15:00
pri.fw.png

Sandra Caron Rossini.jpg

Maciel Colli.jpg

Roberta Bonet.jpg

09 Outubro 2017 08:50:20
Antônio Gavazzoni
SOSDesaparecidos.fw.png

EDITORIAS

Rua Duque de Caxias, 1302, Centro. São Miguel do Oeste – SC. CEP: 89900-000 Telefone: (49) 3621-1244

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina