Siga nossas redes

      
selo_final_Prancheta 4.png


E se você ficasse sem voz?

Quem já ficou sem voz ou teve alguma alteração sabe o quanto ela é importante para a vida pessoal e social, e por isso segue orientações que melhoram a saúde vocal

Folha do Oeste
ok
Foto: Reprodução

A voz faz parte da identidade humana. É tão importante quanto a fisionomia, o pensamento ou o olhar, por exemplo. Ela é capaz de acalmar, irritar, provocar diferentes comportamentos e sensações. Além de ser uma peça fundamental para a comunicação, a voz é instrumento de trabalho para profissionais como cantores, professores, locutores, vendedores, padres, advogados e recepcionistas.

Esse aspecto relevante para a definição da personalidade, muitas vezes passa despercebido. A importância da voz só é lembrada quando sofremos pela falta dela, por rouquidão ou qualquer outra alteração. Segundo a fonoaudióloga Rosiana Massignani, as principais doenças associadas são o surgimento de nódulos, pólipos e sulcos - caracterizadas como lesões nas cordas vocais. Há ainda possibilidade de diagnóstico de outras doenças como a paralisia das cordas vocais e do câncer de laringe, cujo sintoma pode ser a rouquidão.

A fonoaudióloga ressalta que, geralmente, as doenças surgem em virtude do abuso ou uso incorreto da voz. Ela lembra que a prega vocal é um músculo e precisa de cuidados assim como as outras partes do corpo para evitar o cansaço.

Especialmente quem usa a voz para trabalhar precisa adotar medidas preventivas. De acordo com Rosiana, ao perceber qualquer alteração na voz deve ser procurado um otorrinolaringologista. Este fará um diagnóstico e, se necessário, o encaminhamento ao profissional de fonoaudiologia.

A fonoaudióloga destaca que é bom sempre investigar sintomas como alterações do timbre, rouquidão e perda de voz. Ela salienta que, assim que o paciente chega ao consultório, é feita uma entrevista sobre os hábitos e as alterações percebidas. Na maioria dos casos, apenas uma reeducação feita por um profissional com a aplicação de exercícios melhora o quadro.

INDICAÇÕES

-Aquecimento e desaquecimento antes e depois de usar a voz - alongamento do pescoço;
-Exercícios - vibração da língua, dos lábios, bocejo;
-Ingestão de mais de um litro de água em temperatura ambiente por dia;
-Inclusão de maçã e pêra na dieta são indicadas para a higiene das pregas vocais;
-Respiração correta - inspiração pelo nariz e expiração pela boca;
-Postura e roupas confortáveis influenciam na saúde vocal;
-Se estiver constipado ou com uma doença respiratória, poupe a voz;
-Repouso vocal de um a cinco minutos após o uso das cordas vocais;
-Dormir bem.

CONTRAINDICAÇÕES

-Fumar;
-Ingerir bebidas alcoólicas;
-Falar alto ou esforçar a voz;
-Falar abusivamente;
-Pigarrear;
-Pastilhas, sprays e gengibre não melhoram o desempenho vocal, apenas anestesiam e mascaram a sensação de dor, irritabilidade, podendo levar a alterações por abuso vocal;
-Café, chimarrão, chocolate, leite e seus derivados aumentam a secreção e prejudicam a clareza da voz;
-Ambientes com ar-condicionado e oscilações entre frio e calor.

Imagens

selo_final_Prancheta 26.png
Mais lidas do dia

LEIA TAMBÉM

EDITORIAS

Rua Duque de Caxias, 1302, Centro. São Miguel do Oeste – SC. CEP: 89900-000 Telefone: (49) 3621-1244

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina