Siga nossas redes

      
selo_final_Prancheta 4.png


?Melhor prevenir do que remediar?

Exame de mamografia é recomendado para todas as mulheres acima dos 35 anos

Folha do Oeste
ok
Foto: Divulgação

No mês em que se comemora o Dia das Mães, nada melhor do que fazer um alerta para a prevenção de uma das doenças mais comuns que acometem as mulheres: o câncer de mama. De acordo com o Inca (Instituto Nacional do Câncer), este é o segundo tipo mais frequente no mundo, e o mais comum entre as mulheres, respondendo por 22% dos casos novos a cada ano. No entanto, se diagnosticado e tratado precocemente, o resultado é relativamente satisfatório. No Brasil, as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas, muito provavelmente porque a doença ainda é diagnosticada em estágios avançados. Conforme dados do Instituto, a doença relativamente rara antes dos 35 anos, acima desta faixa etária sua incidência cresce rápida e progressivamente. Neste ano, a estimativa é de 52,6 mil novos casos.

Porém, uma das formas mais eficazes de diagnosticar a doença é por meio da mamografia, que é um exame de diagnóstico por imagem, que tem como finalidade estudar o tecido mamário. A informação é da administradora da CDI Vision, Sandra Caron. Segundo ela, esse tipo de exame pode detectar um nódulo, mesmo que este ainda não seja palpável. Para tanto, é utilizado um equipamento que usa uma fonte de Raios-X para obtenção de imagens radiográficas do tecido mamário. A recomendação é para que mulheres acima dos 35 anos de idade façam a mamografia uma vez por ano, dependendo de seus fatores de risco: tabagismo, história familiar de câncer de mama, entre outros. Por isso, o médico pode recomendar uma programação diferente.
 
PROCEDIMENTO

Sandra destaca que a mamografia é realizada em locais equipados com aparelho de diagnóstico radiológico específico. O profissional técnico realiza alguns questionários à paciente antes da realização do exame que leva apenas alguns minutos. O técnico irá posicionar a mama sobre uma plataforma e colocar uma placa por cima, pressionando levemente. Isto pode ser incômodo por alguns segundos, mas permite que os Raios-X mostrem melhor o tecido profundo dos seios. Imagens frontais e laterais das mamas são captadas. Duas ou três chapas em posições diferentes são tiradas de cada mama, para avaliar todo o seio. Cada chapa leva apenas poucos instantes para ser realizada.

Conforme a profissional, a colocação de próteses de silicone com finalidade estética não atrapalha a realização de exames da mamografia. Porém, se os implantes forem muito grandes, pode haver alguma dificuldade na compressão dos seios, portanto é realizada a técnica manual, não comprometendo a qualidade das imagens. Quando for realizar a mamografia, é necessário seguir algumas orientações: não usar talco, cremes, desodorantes nas mamas e nas axilas, para evitar a formação de imagens que possam prejudicar a leitura da mamografia. É muito importante sempre guardar as mamografias dos últimos quatro anos, para que possamos compará-las e identificar novas variações, avaliando a estabilidade com as imagens anteriores.

SINTOMAS

Podem surgir alterações na pele que recobre a mama, como abaulamentos ou retrações, inclusive no mamilo, ou aspecto semelhante à casca de laranja. Secreção no mamilo também é um sinal de alerta. O sintoma do câncer palpável é o nódulo (caroço) no seio, acompanhado ou não de dor mamária. Podem também surgir nódulos palpáveis na axila.

AUTO EXAME

A mamografia é a maneira mais avançada, eficaz e precisa de detectar o câncer de mama em seu estágio inicial. No entanto, as mulheres devem realizar também o auto exame das mamas mensalmente, e consultar um médico especialista regularmente para que ele realize o exame clínico das mama. Quando fizer o auto exame na mama, deve procurar por protuberâncias, ondulações, e também checar a espessura dos seios e liberação de líquidos pelo mamilo. Confira passo a passo:

- Examine seus seios no chuveiro, pois as mãos escorregam mais facilmente quando a pele está molhada. Com seus dedos esticados, mova-os em toda a área de cada seio, procurando por protuberâncias, caroços duros e verifique a espessura;

- Fique de pé em frente ao espelho e olhe os seios. Olhe primeiro com os braços esticados ao lado do corpo, depois com as mãos sobre a cabeça, depois com suas mãos na cintura apertando bem para que seus músculos do peito estejam flexionados. Procure por protuberâncias, diferenças em tamanho e formato e inchaço ou ondulações na pele. É normal os seios não serem exatamente iguais;

- Examine seus seios com os dedos enquanto estiver sentada ou de pé. Devagar e metodicamente aperte o seio com a mão oposta a ele. Com seus dedos esticados, trabalhe na direção circular ou em espiral, começando do mamilo e movendo gradativamente para fora;

- Deite e repita o terceiro passo. Coloque um pequeno travesseiro ou uma toalha enrolada atrás de seu ombro esquerdo e ponha o braço esquerdo atrás da cabeça. Isso distribui o tecido dos seios mais igualmente no tórax. Use sua mão direita para examinar o seio esquerdo, como no terceiro passo, e então use a mão esquerda para examinar o seio direito. Sinta se aparece algum caroço que não existe na mesma área do outro seio;

- Aperte o mamilo de cada seio gentilmente entre o polegar e o dedo indicador. Fale para seu médico imediatamente caso ocorra alguma descarga de fluido;

 

Imagens

selo_final_Prancheta 26.png
Mais lidas do dia

LEIA TAMBÉM

EDITORIAS

Rua Duque de Caxias, 1302, Centro. São Miguel do Oeste – SC. CEP: 89900-000 Telefone: (49) 3621-1244

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina